Big Data – SóPJ

Big Data

Home / Tecnologia / Big Data

  • BIG DATA

  • Receba uma cotação grátis

  • com o melhor custo-benefício do mercado para a sua empresa.

Big Data


Aqui nesta categoria você vai entender o que é Big Data e vai ficar por dentro de tudo que acontece com essa ferramenta tecnológica. Entenda para que serve o Big Data, a diferença entre Big Data Analytics e BI, como contratar uma empresa especializada em Big Data e muito mais. Vamos lá!

O que é Big Data?

Em primeiro lugar, é importante saber que o Big Data se refere a um grande volume de dados. É uma ferramenta que captura, armazena e processa uma quantidade enorme de informações sobre qualquer coisa ou pessoa.O ato de buscar e analisar dados é antiga, mas esse termo surgiu no ano 2000 — quando o analista Doug Laney utilizou a definição em base em 2 V’s. E depois surgiu a necessidade de implementar mais 3. São eles:

  • Volume: esse quesito refere-se à quantidade de fontes que podem ser usadas para coletar informações, como mídias sociais, transações financeiras, dados transmitidos de máquina para máquina e outros.
    Com as tecnologias atuais é possível armazenar esse volume sem nenhum problema.
  • Velocidade: se o volume de informações é alto, a velocidade também segue o mesmo ritmo.
    Por isso, é importante ser rápido e saber lidar com as informações coletadas em tempo real.
  • Variedade: os dados podem chegar em diferentes formatos, em números, como um documento de texto e outros.
    Eles são classificados como estruturados e não-estruturados. Vamos explicar melhor esses dois termos ainda neste texto.
  • Veracidade: as informações encontradas pelo Big Data não conseguem controlar os dados fakes, mas com uma análise em cima da quantidade de informações é possível compreender o que é verdadeiro ou falso.
  • Valor: para as empresas é importante gerar valor sobre as informações capturadas pelo Big Data. Portanto, esses dados precisam ser transformados em estratégias ou oportunidades de negócios.

Faça uma simulação grátis!

Tipos de dados do Big Data

O Big Data consegue categorizar três tipos de dados:

  • Social data: são dados que as pessoas pesquisam no Google e o que elas comentam nas redes sociais.
  • Enterprise data: dados gerados pelas empresas para controlar a produtividade das empresas.
  • Personal data ou data of things: também chamados de internet das coisas, esse tipo de dado ainda é pouco explorado no Brasil.

Esses dados são gerados de aparelhos que estão conectados com a internet, como geladeiras, carros, TVs e outros dispositivos eletrônicos.

Um exemplo real desse último tipo de dado é a coleta de dados do Waze e Google Maps para gerar informações reais sobre o trânsito em tempo real — alimentando painéis na cidade e facilitando a vida dos motoristas.

Para que serve o Big Data?

O Big Data consegue encontrar dados nos quais ao primeiro momento você não estava procurando.

Dessa forma, esse recurso oferece uma descoberta de informações que entregam números e estatísticas que aumentam seu campo de visão sobre as coisas.

Além disso, esse cruzamento de dados pode revelar tendências, modelos de comportamento e outras informações mais complexas de serem encontradas.

Inteligência Artificial

Atualmente, o Big Data e a Inteligência Artificial possuem uma relação muito importante. Mesmo que ainda muitas pessoas não percebam a existência delas entre nós, elas estão por toda parte.

No campo virtual, fornecemos muitas informações sobre nós mesmo, mas muitas vezes não percebemos. Assim, o Big Data faz a tarefa de rastrear esses dados e armazenar.

Já a Inteligência Artificial, cria um processo de machine learning — quando o sistema ganha capacidade de estudar as informações para que terceiros possam tomar decisões no futuro.

Privacidade e Dados pessoais

Um grande receio por parte da população em relação ao Big Data é a disponibilidade de informações pessoais nas mãos das empresas.

Já a preocupação do governo é a quantidade de dados que o Big Data tem em mãos, fazendo dele um poderoso meio de informação.

Mas, o Big Data é ético e responsável — visando sempre a enorme quantidade de oportunidades de negócios que ele pode oferecer e facilitando a vidas das pessoas.

Como funciona o Big Data?

Agora que você entende o que é Big Data, como foi criado e para que serve, é importante entender como ele funciona.

O que fazer com tantos dados, números e estatísticas que o Big Data pode oferecer? Essa pergunta varia de acordo com a área que o analista está atuando.

Sendo assim, se o segmento for marketing, esse recurso irá favorecer a Geração de Leads, o Marketing de Conteúdo, E-mail Marketing e Redes Sociais.

Mas se o profissional é integrante de uma equipe de vendas, por exemplo, então ele vai entender o ciclo de vendas e os processos envolvidos.

Não é à toa que os profissionais capacitados em lidar com as informações dos Big Data atuam nas áreas de administração, marketing, logística, TI e relacionados.

Por que as empresas precisam do Big Data?

Diferentes ramos de empresas podem utilizar o Big Data, mas as áreas de Marketing e Vendas precisam desse recurso inevitavelmente. Podemos explicar o porquê:

  • Fácil interpretação de dados: as decisões podem ser tomadas com mais facilidade a partir das informações obtidas.
  • Análises de mercado: a união entre a pesquisa de mercado e o Big Data pode trazer informações valiosas sobre a jornada de uma compra, o comportamento dos clientes, entender a concorrência, descobrir oportunidades, por exemplo.
  • Fonte de dados: se a sua empresa precisa de dados de usuários, escolher o Big Data é sua principal tarefa.
    Com ele, é possível capturar dados diariamente em Facebook, Instagram, Twitter e outras fontes.
    Sendo assim, a pessoa capacitada em gerenciar o Big Data vai conseguir descobrir as estatísticas relevantes para sua empresa.
  • Automação de marketing: esse recurso pode armazenar informações sobre os usuários que podem ser relevantes para o Big Data.
    Essas vantagens citadas acima são só algumas das muitas possibilidades que o Big Data pode oferecer para as empresas.

Big Data Analytics e BI (Bussiness Intelligence)

Esse nome tem sido empregado com mais frequência nos últimos anos. Basicamente, ele oferece um trabalho analítico e inteligente em cima de um grande volume de dados.

Uma das fontes desse tipo de software é o BI (Bussiness Intelligence), que é traduzido como “Inteligência de Negócio” e consiste em acompanhar o que ocorre no mercado — afim de facilitar as ações de uma organização.

Se o BI (Bussiness Intelligence) interpreta as informações que o Big Data oferece, a união entre esses dois recursos é perfeita.

Inclusive existe um profissional (Data Analyst) que é capaz de lidar com o Big Data Analytcs para analisar com clareza os dados. Ele também utiliza a inteligência de negócio para estruturar as informações, transformando-as em estratégias e tomadas de decisões.

Data Scientist

Data Scientist é uma profissão que ainda está em crescimento. Já contamos no nosso Blog quais serão as profissões do futuro e ela está na lista.

O profissional dessa área precisa analisar o Big Data e entender estatísticas complexas. Além disso, não apenas analisa, mas desenvolve novas formas de trabalhar os dados coletados.

Portanto, esse cientista de dados encontra, organiza e interpreta o que é importante para o desenvolvimento das empresas.

Data Engineer

Até agora você já viu que os profissionais especialistas em BI, Data Scientist e Data Analytics são fundamentais para lidar com o Big Data.

Além desses, existe outro profissional que também entende a ferramenta: o Data Enginner. Na tradução literal, podemos chamá-lo de Engenheiro de Dados.

Esse especialista cria e cuida da arquitetura e infraestrutura dos dados. Sendo assim, conseguem desenvolver softwares que organizam melhor os dados.

Dados estruturados

Já citamos no texto que o Big Data oferece dados estruturados e dados não estruturados. Esse primeiro possui uma estrutura determinada, que podem conter:

  • Categorias;
  • Clusters e definições;
  • Localização;
  • Vendas;
  • Informações sobre o perfil de clientes;
  • Contatos;
  • E outros.

Esses dados estruturados são mais comuns de serem encontrados em bancos de dados de sistemas financeiros, sistemas de RH, softwares de empresas e outros.

Dados não estruturados

Já os dados não estruturados possuem mais complexidade. É necessário a intervenção humana para categorizar e estruturar as informações coletadas.

Esses dados são coletados de mídias sociais, como Facebook, Instagram, YouTube, sites de notícias e outros.

Geralmente, as informações coletadas nessas plataformas possuem formatos mais complexos de se serem analisados, com vídeos, imagens, textos, aúdios e etc.

Big Data Brasil Day

Foi criado um evento chamado Big Data Brasil Day que reúne profissionais da área e pessoas interessadas no assunto.

Ele oferece um certificado de participação e aborda diferentes temas relacionados, como a coleta de dados, como Deep Learning, Chatbots, IBM Watson, APIS, Frameworks, Machine Learning, Google Clound, Assistentes pessoais, Opens Source, Microsoft Azure e Plataformas.

Como contratar empresas de Big Data?

Se você chegou até aqui, então está interessado em contratar empresas especializadas em Big Data. Existem algumas empresas que oferecem esse tipo de serviço no Brasil.

É possível encontrar variedades nos tipos de serviços oferecidos e no preço para a utilização dessa ferramenta tão inovadora que pode ajudar a melhorar o seu negócio.

Vale lembrar que apostar em empresas de Big Data é um investimento que precisa ser levado em consideração na hora de contratar os serviços tecnológicos para a sua empresa.

Ele é visto como uma ótima ferramenta capaz de trazer estratégias e oportunidades de negócios em curto prazo. Vale a pena apostar nessa ferramenta!

Então, o que achou do Big Data? Vai investir nesse tipo de serviço para sua empresa? Aproveite e preencha o nosso formulário que em breve um dos nossos parceiros entrará em contato com você.

Faça uma simulação grátis!

Últimos Posts


 

11 Jun, 2019

Como gerar leads com cursos online?

Você sabia que tem como gerar leads com cursos online? CONTINUAR LENDO The post Como gerar leads com cursos online? appeared first on Blog SóPJ.

Geração de Leads   •   Saiba mais

Captura de leads   •   Saiba mais

Comprar leads   •   Saiba mais

Gerar leads   •   Saiba mais

Lead   •   Saiba mais

Leads em vendas   •   Saiba mais

Leads qualificados   •   Saiba mais