Email Marketing

por Edy \ há 643 dias atrás
 

7 erros comuns em campanhas de email marketing

Listamos as principais falhas na distribuição de emails marketing

O que Você precisa HOJE PARA sua empresa?

As caixas de entrada dos emails estão cada vez mais cheias. O mundo está cada vez mais digital, e com isso, novos tipos de mídia foram criados para poder se aproximar dos potenciais clientes.

Uma nova onda é a ferramenta de Email Marketing, um jeito de aparecer nas telinhas, oferecendo promoções, produtos ou divulgando sua marca online. É preciso saber lidar com esse meio, saber o que apresentar, e principalmente, como apresentar.

Reunimos os principais erros dessas campanhas, com a intenção de otimizar as suas peças de email marketing melhorando sua performance junto aos seus clientes, e apresentando uma ferramenta para otimização.

1. Permissão para o envio

Um dos princípios de marketing é: o esforço para reconquistar um cliente decepcionado é maior do que para conquistar um novo. Nas campanhas online o mesmo se aplica, não encaminhe algo que não foi previamente pedido para um potencial cliente. Isso gera raiva.

O caminho é simples. Solicite o cadastro no seu site, ou facilite o caminho oferecendo o recebimento da newsletter com apenas um clique, assim, você deve trabalhar apenas com contatos opt-in. Dessa forma suas campanhas de email marketing serão muito mais efetivas e bem recebidas.

Não confie na compra de base de emails, que pode ser de qualidade duvidosa, ou de clientes com interesses diferentes dos seus, esse meio só irá te dar mais trabalho e complicações.

2. Comercialização e informalidade

Nunca comece seus emails marketing com clichês comerciais do tipo "COMPRE AGORA", "PROMOÇÃO,CORRA". A consumidor do ano 2015 está menos crente nas empresas e nas campanhas publicitárias. Ele duvida, pesquisa, compara.

Dessa maneira você convidará seus clientes a encaminhar seus emails direto ao lixo eletrônico, ou até mesmo forem categorizados como spam.

É provado que começando um email chamando o cliente pelo nome, ou escrevendo de maneira informal capturará mais de sua atenção e criará curiosidade. Resuma suas informações, seja objetivo e direto.

3. Conteúdo irrelevante

O cliente deu o primeiro passo comprando um produto ou se cadastrando em seu site, ótimo. Agora, como aproveitar o primeiro email para já surpreender o consumidor e chamar sua atenção?

Não gaste linhas dando as boas-vindas e blablabla... Por que não sugerir a leitura dos artigos mais visitados do seu site, ou oferecer um desconto de boas-vindas para ele já visitar a sua loja?

Maximize o espaço do seu email de forma atrativa, ofereça dicas e leituras...

4. Segmentação

Outro príncipio de marketing é: segmente seus clientes para maximizar satisfação. Com email marketing a segmentação também é muito bem-vinda.

Uma base de clientes pode ser dividida por categoria de interesse, por frequência de compra, por idade, localização...

Crie diferentes peças para cada tipo de cliente. Os resultados virão pelo % de abertura do email e consequente visitação ao seu site.

5. Cuidado com os símbolos "ç" e "~"

O português é a única língua que utiliza esses símbolos, e alguns serviços de email não os reconhecem, estragando a leitura do texto. Evite o seu uso, principalmente nos títulos de email marketing.

6.  Frequência de emails

A formula é simples. A frequência de disparo de e-mails não deve ser nem muito frequente, nem tardia demais. Imagine a forma de um U invertido, uma frequência média é a ideal. Esteja presente, mas não seja repetitivo.

Com 2-3 emails por mês você pode gerar boa reputação a sua marca, e deixando espaço para promoções de novos produtos ou descontos. Não ultrapasse o volume de 5 emails/mês.

7.   Mensuração

A performance de seus email marketing são facilmente mensurados. Qualquer ferramenta apresenta suas estatísticas e números, porém cabe a você tratar bem essas informações e a utilizar da melhor forma.

Imagine que a curva de aprendizado é como um carro na estrada, começa na velocidade de 60km/h para chegar aos 100,120,140... O aprendizado é contínuo.

Use as estatísticas para detectar formas de layout, testar o uso de imagens e textos, descubra o que cative seus clientes, produtos que chamam mais atenção.

Boa navegação, agradecemos a leitura.

Gostou deste conteúdo?

Cadastre seu e-mail e receba gratuitamente matérias relacionadas:

Gostou deste conteúdo?

Obrigado! Para concluir, escolha a(s) categoria(s) de seu interesse:


Agradecemos o cadastro.

Se cadastramento foi concluido com sucesso. Aguarde em breve o recebimento de notícias e novidades do seu interesse.